REFLEXÃO – O QUE É QUE FOI ESCONDIDO AOS “SÁBIOS E INTELIGENTES” E REVELADO AOS “PEQUENINOS”.

Pinho Borges 11 de julho de 2017 0

Download PDFEvangelho de Mateus 11,27. Todas as coisas me foram entregues por meu Pai. Ninguém conhece o Filho a não ser o Pai, e ninguém conhece o Pai a não ser o Filho e aqueles a quem o Filho o quiser revelar.

O texto se relaciona com a anterior e explica o que é que foi escondido aos “sábios e inteligentes” e revelado aos “pequeninos”. Trata-se, nada mais nem nada menos, do que o “conhecimento de Deus”, isto é, uma experiência pessoal profunda e íntima com Deus.
Os “sábios e inteligentes” (fariseus e doutores da Lei) estavam convencidos de que o conhecimento da Lei era suficiente para se conhecer a Deus.
Para os fariseus e os doutores, a Lei era uma espécie de “linha direta” para Deus, e que através dela se obtinha o conhecimento de Deus, da sua vontade, dos seus projetos para o mundo e para a humanidade.
Por isso, eles se apresentavam-se como detentores da verdade, representantes legítimos de Deus, capazes de interpretar a vontade e os planos divinos.
Jesus deixou claro que quem quiser ter uma experiência profunda e íntima com Deus tem que ser seu segmentos “assim como o Pai me enviou, eu vós envio”. Não apenas ser seguidor.
Ele é “o Filho” e só Ele tem uma experiência profunda de intimidade e de comunhão com o Pai.
Quem O rejeita não pode “conhecer” Deus. Quando muito, tens imagens distorcidas de Deus e aplicá-las para julgar o mundo e os homens.
Mas quem aceita Jesus e O segue (segmento), aprenderá a viver em comunhão com Deus, na obediência total aos seus projetos e na aceitação incondicional dos seus planos.
Não é a erudição teológica, a capacidade expositiva que faz com que se conheça a Deus, quem nos dá o conhecimento de Deus é Jesus, quem nos revela o conhecimento de Deus é Jesus.
Jesus exclamou: “Eu Te bendigo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas verdades aos sábios e inteligentes
e as revelaste aos pequeninos”.

Os comentários estão fechados.